Linuxdoc Linux Questions
Click here to ask our community of linux experts!
Custom Search
Custom Search
Custom Search
Next Previous Contents

1. Introdução

À semelhança de outras línguas faladas na Europa, a Língua Portuguesa tem características especiais, como a utilização de caracteres acentuados, que tornam o seu suporte difícil, pouco intuitivo ou até mesmo impossível, por parte do software utilizado nos nossos computadores.

Nossa língua assume particularidades em cada um dos países em que é falada e mesmo dentro de um único país como o Brasil, de dimensões continentais e com influências culturais de muitos outros povos. Este documento foi originalmente escrito por um português, mas agora é mantido por um brasileiro. Há uma mistura de sotaques que deve se manter por um bom tempo, pois não há razão para alterar o texto original senão para fazer de adições e correções, até por respeito ao primeiro autor. Termos ``estrangeiros'' desnecessários foram substituídos por correspondentes da Língua Portuguesa, preservando-se apenas os que já fazem parte do jargão da informática.

1.1 Finalidades deste HOWTO

Este HOWTO é um guia de referência de configuração do sistema operativo Linux e seus programas, teclados e fontes de caracteres, permitindo sua utilização mais confortável por pessoas que falem a Língua Portuguesa. Como os programas mais antigos não foram desenhados com suporte a caracteres acentuados ou internacionalização, às vezes é preciso usar algum artifício que permita contornar o problema, mas o resultado nem sempre é totalmente satisfatório e em alguns casos chega ser frustrante. As dificuldades encontradas centram-se essencialmente em torno de quatro pontos:

Versões anteriores do Portuguese HOWTO concentravam-se em contornar as duas primeiras dificuldades mencionadas, de forma a fazer que, dentro do possível, tanto o sistema operativo como os programas nele utilizados aceitassem os caracteres acentuados e usassem os teclados com suporte para o Português. Embora esse objetivo ainda seja perseguido, os problemas de teclado e caracteres já têm soluções satisfatórias, pelo menos para as aplicações mais usadas. As próximas versões deverão se dedicar mais aos dois últimos problemas.

O texto contém uma já não tão breve discussão sobre o tratamento do teclado e das fontes de caracteres do console pelo Linux, bem como do suporte a várias línguas nacionais. O Sistema de Janelas X também é discutido, fazendo-se uma comparação entre ele e o modo de texto. Por fim, são fornecidas instruções para a configuração do sistema operativo e de diversos aplicativos importantes.

O documento tem se tornado menos slackwariano, incluindo cada vez mais informações relativas a outras distribuições. Slackware e Caldera ainda se baseiam na versão 5 da biblioteca de funções do sistema para Linux (libc), enquanto Debian, Red Hat, TurboLinux, S.u.S.E e Stampede já suportam a versão 6 (que na verdade é a glibc versão 2). Esta nova versão da biblioteca está um passo adiante no suporte a internacionalização e localização. A partir da versão 3.2 do Portuguese-HOWTO as particularidades de cada distribuição serão destacadas quando houver necessidade. A tentativa de tornar Debian uma distribuição ``de referência'' a partir da versão 3.0 do HOWTO fracassou miseravelmente porque o número de diferenças entre as distribuições é muito grande.

A intenção original de não tentar concentrar toda a informação em um único texto, tratando apenas de alguns temas essenciais e fornecendo referências para outras fontes, também fracassou. O HOWTO em sua versão 3.1 já alcançava 38 páginas impressas em formato A4, o que está longe de poder ser chamado de sucinto. As principais razões para tal gigantismo são a necessidade de discutir diferenças entre as distribuições e a necessidade de fornecer informações mais detalhadas sobre aplicativos.

Excetuando-se aspectos muito específicos do Linux, como a configuração do modo texto e do kernel, a maioria das informações contidas neste documento pode ser aplicada a outros sistemas Unix. Exemplos são as configurações do Sistema de Janelas X e de vários aplicativos, que foram aplicadas em Solaris 2.{5,6,7} e Digital UNIX 3.2. Os mapas de teclado para terminais X e estações de trabalho Sun foram criados e são usados em máquinas que rodam Solaris. O documento poderá um dia se tornar o ``Unix Portuguese HOWTO'', embora no momento não se tenha intenção ou meios de fazê-lo.

1.2 Onde encontrar a versão mais atual

Os Linux HOWTO fazem parte do Projeto de Documentação Linux (Linux Documentation Project -- LDP). Os documentos do LDP são mantidos em servidores da Universidade da Carolina do Norte (UNC) e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos da América, e podem ser obtidos via FTP anônimo nos seguintes endereços:

Pode-se também folhear os documentos HOWTO em formato HTML no endereço

Muitas localidades mantêm cópias desses documentos. Deve-se dar preferência ao acesso à cópia mais próxima, para economizar o precioso tráfego internacional na Internet e também evitar a sobrecarga da máquina metalab.unc.edu. Uma lista completa dessas localidades pode ser obtida em

Eis uma lista dos endereços recomendados:

Brasil

Portugal

Os Linux HOWTO estão disponíveis em diversos formatos: texto simples, PostScript, DVI, HTML, RTF e Lyx. O formato original é SGML e os demais são gerados usando o SGMLtools (maiores informações em http://www.sgmltools.org/).

1.3 Página oficial na WWW

A página oficial do Linux Portuguese-HOWTO, assim como os diversos arquivos de configuração do sistema e programas aplicativos mencionados no texto, podem ser encontrados nos seguintes endereços:

1.4 Como enviar colaborações

Toda a formatação deste HOWTO, incluindo a numeração das seções é feita pelo SGMLtools. Por isso, ao enviar sugestões ou correções, mencione os títulos das seções onde as alterações sugeridas devem ocorrer e não os números. Nunca refira-se a um parágrafo como sendo ``o terceiro da seção 3.1''; cite as palavras inicias do trecho a ser modificado.

Envie sugestões e correções via correio eletrônico em texto simples, opcionalmente com acentuação no código ISO-8859-1. Se o texto não for composto em um sistema *NIX, certifique-se de usar a codificação correta. Todas as mensagens recebidas serão lidas, mas nem todas receberão resposta direta, devido à falta de tempo para tanto.

Não envie documentos no formato proprietário de processadores de texto nem em formato HTML (o que infelizmente parece ser o comportamento normal do Netscape Communicator e do Microsoft Outlook).

Mensagens perguntando como configurar seu modem, placa de vídeo ou rede não serão respondidas. Para esse tipo de consulta é aconselhável procurar uma lista de discussão sobre Linux em Português ou acompanhar os grupos de discussão de Linux na USENET comp.os.linux.*.

``Flames'' terão o destino costumeiro: /dev/null.


Next Previous Contents